LIVRO DE BETTY KÖVESI MOSTRA COMO ENSINAR CRIANÇAS A COMER BEM


Capa do livro “Vamos pra cozinha”, de Betty Kövesi / Imagem: Divulgação
por Marianne Piemonte
A partir de qual idade criança combina com cozinha? Se a pergunta for feita para a culinarista Betty Kövesi, a resposta será simples: desde sempre.À frente da escola Wilma Kövesi de Cozinha desde 2005, Betty tem formação em fonoaudiologia e trabalhou na área com crianças durante dez anos. Quando a filha mais velha nasceu, resolveu começar os cursos de culinária na escola da mãe. Lá se vão 21 anos.

Seu livro “Vamos pra cozinha?”(editora DBA, 156 pág., R$ 82), feito em parceria com Gabriela Martinoli, é o resultado dessa experiência. “De lá pra cá, as coisas foram mudando e cada vez mais fui entendendo a importância de trazer as crianças para a cozinha”, diz.  Se antes a receita era um bolo de chocolate de liquidificador, as crianças hoje fazem também um creme de espinafre para comer com torradinhas.

Para Betty Kövesi, levar as crianças para cozinha aumenta o repertário de alimentos dele / Imagem: Divulgação
“A cozinha é muito lúdica. Mesmo quem nunca provou espinafre, por exemplo, ao final de uma aula, em que aquele maço se transformou em uma bolinha depois de refogado, é certo que vai querer experimentar”, conta.  Aproveitar a curiosidade inerente aos pequenos para aumentar o repertório da alimentação é, sem dúvida, um dos benefícios de brincar de cozinhar. “Assim, elas tendem a recusar o industrializado em excesso”, diz.Utensílio necessário: um banquinho

Para Betty, levar as crianças para a cozinha é algo muito natural. “Como há sempre alguém que cozinha na casa, e as refeição vão sair, a única coisa a fazer é chamar a criança para participar”, diz. Para começar a brincadeira, ela sugere um banco ou uma cadeira segura para que a criança fique da altura da bancada. Um adulto por perto é um ingrediente que não pode faltar.

As tarefas vão variar de acordo com a idade da criança. Um bebê de dois anos pode dar banho nos tomates-cereja numa pequena bacia. Um maiorzinho, pode rasgar as folhas de agrião. A faca pode ser substituída por tesouras e, para quem já está com a coordenação mais apurada, facas sem pontas podem ser usadas para picar banana. Só para citar alguns exemplos.

Vale abandonar também aquela ideia de massa de bolo grudada no teto quando as crianças deixam a cozinha. Betty ensina que um paninho úmido ao lado de cada uma durante o preparo ensina a manter as mãos e a bancada limpas.

Também é muito importante que as receitas tenham começo, meio e fim relativamente rápidos, para que as crianças se sintam envolvidas no processo e não dispersem. “Não adianta levar ao forno algo que tenha que ficar por três horas em temperatura baixa, eles não vão esperar”.  Outra dica: tenha os ingredientes já medidos quando chamá-los para a brincadeira, para não perder tempo.

Sem dúvida, com todas as crianças envolvidas no processo, uma tarde na cozinha pode ser um programa delicioso e saudável para as férias que se iniciam. E ao manter essa atividade, você pode ajudar seu filho a se tornar um adulto que come melhor e a desenvolver seu paladar.

Para botar em prática as dicas de Betty, ela sugere, a seguir, uma receita de crumble de banana.

 Crumble de banana

Farofa
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
½ xícara de açúcar mascavo (medir apertado na xícara)

¼ de xícara de aveia em flocos
1 colher (chá) de canela em pó
1 pitada de noz-moscada moída na hora (para dar um toque de sabor)
¼ de xícara de manteiga sem sal em temperatura ambiente
¼ de xícara de nozes bem picadas
1 pitada de salFruta
6 bananas-nanicas (ou bananas-prata) no ponto (nem verdes, nem maduras demais)
1 ½ colher (sopa) de suco de limão
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de açúcar mascavo
manteiga sem sal para untar

Preparo
Comece pele farofa
Junte numa tigela todos os ingredientes e misture com a ponta dos dedos até formar uma farofa.

Depois acenda, o forno
Ligue e pré-aqueça o forno em temperatura alta (220°C).

Cuide da banana
Descasque as bananas e corte em rodelas. Regue com o suco de limão.

Prepare a forma e monte a sobremesa
Unte uma fôrma refratária média com um pouco de manteiga e espalhe as rodelas de banana. Polvilhe com os dois tipos de açúcar e misture bem. Espalhe a farofa por cima.

Hora de ir ao forno
Leve ao forno por aproximadamente 15 minutos.

Crumble com sorvete fica uma delícia!
Retire do forno. O crumble de banana pode ser servido sozinho, morno ou frio, ou ainda quente com sorvete de creme.

Observação: se você usar uma fruta mais dura que a banana, como a maçã, por exemplo, ela vai precisar de mais tempo no forno. Espete um garfo para saber se a fruta já está bem macia.

Fonte: Basilico.uol

—————————————————————————————————–

Trabalhando com as melhores construtoras para melhor atendê-los!

MAIS DE 200 OPÇÕES EM IMÓVEIS PARA VOCÊ!
Maiores informações:
MOACYR PIMENTA – C12455
(62)8468-4269 OI
(62)8184-1198 TIM
Nextel: (62) 7814-4621  Rádio: *55*650*5616
Msn: moacyrpimenta@yahoo.com.br
Twitter: @moratiimoveis
Facebook: Morati Imóveis
Skype: moacyrpimenta
MORATI IMÓVEIS – Tel.: (62)3087-4787

Fale com o Corretor:

________________________________________

Mais imóveis em goiânia:

www.ImoveisAltoPadraoEmGoiania.com.br
// // //
———————————————————————————
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s