Rótulos com informações nutricionais por cores favorecem escolhas saudáveis


ESTUDO MOSTRA QUE AS PESSOAS TÊM DIETA MAIS EQUILIBRADA QUANDO ENTENDEM AS EMBALAGENS

Todo mundo sabe que ler rótulos de embalagens não é uma tarefa simples. Decodificar cada um dos nutrientes, entender se eles são adequados a sua dieta e ainda se preocupar com as calorias pode dar preguiça em muita gente, mas é essencial à boa saúde. Para facilitar a hora das compras, um estudo norte-americano do Massachussets General Hospital testou uma nova forma de dispor essas informações: o uso de cores.
 Durante quatro meses, foram colocados à disposição dos 4,6 mil funcionários do hospital produtos com três cores básicas. O verde representava alimentos muito saudáveis e frescos (como frutas, vegetais e carnes magras), enquanto o amarelo mostrava uma refeição um pouco menos completa e o vermelho, produtos com valor nutricional quase nulo. Em um segundo momento da pesquisa, os produtos classificados verdes foram colocados na altura dos olhos, enquanto os amarelos e verdes foram escondidos em prateleiras mais baixas. Ao fim do estudo, todos os funcionários passaram a comprar mais dos alimentos verdes, e dispensaram os mais pobres em nutrientes.

Aprenda a decifrar os rótulos das embalagens

Outro nome para a gordura trans
É impossível não ter uma sensação de leveza ao ler ‘não contém gordura trans’ na embalagem daquele doce que você tanto gosta. Mas a nutricionista Roberta Stella explica que não é só esse termo que revela a presença do ingrediente em um produto. “Quando existe gordura vegetal hidrogenada, o alimento apresenta gordura trans, mesmo não sendo declarado”, alerta.
Livre de colesterol de verdade
Muitos produtos de origem vegetal gostam de destacar em seus rótulos que são isentos de colesterol. Só que essa é, na verdade, uma pegadinha, já que o colesterol só é encontrado em alimentos de origem animal.
Diet, Light ou Zero?
Na hora de entrar em uma dieta, é comum atacar os alimentos diet achando que eles têm poucas calorias. Na verdade, os produtos com esta classificação são feitos para atender a necessidade de pessoas com alguma condição específica, como é o caso de diabéticos, celíacos ou hipertensos, o que nem sempre significa menos valor calórico.
Os produtos zero são parecidos com os diet pela preocupação de anular um dos seus componentes. Ainda assim, a leitura do rótulo é muito importante, pois a substituição de um ingrediente pode trazer outro em excesso. É o que acontece com os adoçantes que possuem muito sódio, como explica a nutricionista.
 Já no caso dos light, a confusão pode ser ainda maior. Como a classificação é dada para alimentos que têm uma redução mínima de 25% em calorias ou em algum nutriente, alguns produtos diet também podem ser considerados light. Mas a especialista alerta: “O que deve ficar claro é que nenhum dos dois tipos de alimento tem sempre o valor calórico reduzido”.
Fonte: Minhavida.uol

—————————————————————————————————–

Trabalhando com as melhores construtoras para melhor atendê-los!

MAIS DE 300 OPÇÕES EM IMÓVEIS PARA VOCÊ!
Maiores informações:
MOACYR PIMENTA – C12455
(62)8468-4269 OI
(62)8184-1198 TIM
Nextel: (62) 7814-4621  Rádio: *55*650*5616
Msn: moacyrpimenta@yahoo.com.br
Twitter: @moratiimoveis
Facebook: Morati Imóveis
Skype: moacyrpimenta
MORATI IMÓVEIS – Tel.: (62)3087-4787

Fale com o Corretor:

________________________________________

Mais imóveis em goiânia:

www.ImoveisAltoPadraoEmGoiania.com.br
// // //
———————————————————————————
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s